Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

16
Jun 11

O escudo se ainda circulasse teria feito 100 anos, em 22 de Maio deste ano, mas foi substituído em 2002 pelo euro, para mal dos nossos pecados. O novo governo prepara-se para entrar em funções e levar a cabo o programa da troika. Considero, que a primeira medida acertada, seria sair imediatamente do euro e voltar ao nosso saudoso escudo. Esta ideia pode parecer meio estapafúrdia, mas certamente o melhor caminho, para o nosso futuro económico e social.

O endividamento é brutal, quer do Estado, quer das famílias. O problema é político e estrutural, pois 50% da economia trabalha para o Estado. Faz-se acreditar que a austeridade é o único caminho possível para se sair da crise económica, quer os líderes europeus, quer os nossos governantes estão plenamente convencidos disso. Mas as vozes têm gritado, de forma crescente, nas ruas de diversas cidades desta velha Europa. As pessoas começam a chegar a um estado de saturação e se estas vozes continuarem a ser ignoradas, poderemos assistir a confrontos sociais preocupantes, em toda a Europa, nos tempos mais próximos.

Aos países periféricos da Europa só lhes resta uma única via, para recuperarem a competitividade e o crescimento económico, que passa pelo regresso às moedas nacionais. Para muitos, ao lerem o post, este cenário parecerá inconcebível, nos dias que correm. As diferenças entre os países são abismais, quer seja nas políticas económicas, orçamentais ou de competitividade, somando a inexistência de reformas estruturais profundas e aceleradas que compensem estas diferenças, este cenário que agora parece totalmente absurdo e irreal, será a solução daqui a dois ou três anos, mas com muito mais custos para todos nós, do que fosse encetado agora.

Não me restam dúvidas, de que os benefícios que estes países vão colher, enquanto se mantiverem na zona euro serão muito menores, do que os benefícios de sair, apesar do estrondo e da convulsão, que isso poderia causar no seio dos patrões do sistema financeiro mundial.

publicado por franciscofonseca às 19:17
sinto-me:

10 comentários:
Embora me custe estar de acordo com o post, parece-me verdadeiramente que seria uma "solução" airosa para os males de que padecemos.
Gonçalo a 16 de Junho de 2011 às 19:43

Obrigado pelo comentário.

É verdade Portugal deveria deixar o Euro. Vou mais além, deveria soltar as amarras que o prendem ao continente, e deixar-se levar pelo mar, navejando ao sabor das correntes e do improviso. Pois é incapaz de fazer parte do euro, esquecem das conquistas tecnologicas e de infraestrutra que obtiveram com o euro. e que uma das principais razoes desta crise esta na incompetencia e corrupção, alem a burocracia mediocre e arcaica.
Maneli Rasqueira a 16 de Agosto de 2011 às 23:43

Aquele AbraÇo! Não poderia Estar mais de acordo contigo.. São medidas como esta que o pcp anda a defender à muitos anos mas parece que ninguém lhe dà ouvidos.. Até na questão da negociação da dívida.. É pena este grande partido não reunir mais apoio..
Pedro Fonseca a 16 de Junho de 2011 às 19:59

Grande Pedro, um forte abraço.

Sem falar que a saída do euro acabaria com estas restrições na produção de leite, de vinho do Porto... restrições que eu considero absurdas! Na verdade, isso não passa de uma estratégia para dominar os países pertencentes a UE, que são mais pobres. Portugal teria muito a ganhar se aumentasse a produção de vinho do Porto, mas não é interessante para a UE que isso aconteça, eles nos querem nas suas mãos e cada vez mais!
Cláudia a 17 de Junho de 2011 às 11:25

Penso que só teríamos a ganhar se apontássemos as nossas baterias para a América Latina e África , onde estão alguns países com elevados crescimentos económicos e oportunidades para todos os empreendedores. Mas infelizmente estamos reféns e amarrados a acordos e compromissos que só trazem mais dificuldades e ruína colectiva. Isto só lá vai com um grande abanão nas estruturas e consciências.

Amigo, peço-lhe desculpas, mas sair Portugal (ou Grécia, ou Espanha) do euro só significa mais dor e miséria. As dívidas ficariam como euros, e pelo tanto, multiplicar-se-iam quanto o novo escudo se desvalorizar, nem falar já de que o novo escudo seria aceite em nenhuma parte e o comércio português, que é maciçamente feito com a eurozona e UE, deveria afrontar pagamentos em euros. Veja a vindoura implosão do Reino Unido e a sua GBP, que será apavorante, e olhe ai o que teria acontecido com Portugal na mesma situação. Brasil só tem interesse em chegar aos novos mercados africanos lusófonos, Portugal fica longe e só interessaria como porta de entrada à Eurolândia, um Portugal afundido na miséria não interessa mais.

O capitalismo está a morrer e soluções velhas não vam já arranjar isto. A curto praço seria imprescindível criar um sistema de redistribuição interna na UE, porque o problema do euro é o problema dos imbalanços (ou Alemanha a disparar-se nos pés), mas, com a actual dirigência, pouco é de aguardar. Haverá que esperar que a néscia Merkel e o estúpido Sarkozy, e a necedade neoliberal serva dos EUA acabe por afrontar a realidade e perceba que, ou nos salvamos todos, ou afundimos todos.
Opinadouro a 1 de Julho de 2011 às 01:29

Portugal deve sair com urgência do Euro. Portugal está falido e têm de perdoar a divida de Portugal para que volte a poder crescer. Se não perdoarem a divida deverá criar a sua moeda o escudo, voltar a investir na agricultura e industria de topo, deverá consciencializar as empresas nacionais para consumirem o que se produz em Portugal, deverá tornar-se uma economia de além mar e esquecer dentro do possível o continente. Quem produz zero não pode usar a moeda da franca e da Alemanha , quem produz zero nunca poderá pagar as suas dividas e continuara a receber empréstimos só para pagar o que deve e nem um tusto para investir na economia. Portugal tem de deixar de importar petróleo , deve reduzir a 10% do PIB. Tem vento, tem sol, tem marés e temos muitas barragens, andamos a dormir e a deixar que nos destroem . Força Portugal fora do Euro, USA, Grã-Bretanha , China e Índia estão connosco.
Armando Viegas a 21 de Agosto de 2011 às 18:11

Obrigado pelo comentário. Concordo planamente com o teu ponto de vista.

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

20
21
22
24
25

26
28
29
30


TIME
Google Analytics

mais sobre mim
pesquisar
 
TRANSLATE THIS BLOG
Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain
VISITANTES
PARCEIROS
À toa na Net Tedioso: Os melhores links MDig - O maior repositório de risos da rede GeraLinks - Agregador de links LinkLog Colmeia: O melhor dos blogs Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir My Ping in TotalPing.com Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO