Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

28
Dez 10

 

Fuad Mohamed Khalaf, cidadão sueco de origem somali, dirigente do grupo islâmico Al Shabad, segundo algumas fontes, o terceiro no comando do grupo, ligado à Al Qaeda, exigiu dia 27 de Dezembro, que Barak Obama se converta ao islamismo, pois caso o presidente dos Estados Unidos não o faça, os EUA irão sofrer atentados, segundo o próprio anunciou através da Al Shabad Radio, em Mogadíscio, capital da Somália. O pedido foi extensível a todos os dirigentes americanos para que fizessem o mesmo.

Confrontos entre rebeldes da Al Shabab e forças do governo no norte da capital da Somália matam diariamente civis. É um confronto interminável entre forças do governo e a Al Shabaab no norte de Mogadíscio. Os opositores controlam grande parte da capital, mas não conseguiram até agora depor o presidente Sheikh Sharif Ahmed e derrubar o governo transitório que vigora na Somália, com o apoio da comunidade internacional.

O grupo Al Shabad tem o apoio de centenas de combatentes estrangeiros da Al Qeada e tenta implementar um regime radical islâmico Wahhabista, que tem as suas raízes, no movimento religioso de muçulmanos que teve a sua criação na Arábia central em meados do século XVIII.

A Somália é nitidamente um estado falhado, sem governo efectivo desde 1991, quando o ditador Mohammed Siad Barre foi destituído, o seu território dominado por grupos terroristas, por grupos de criminalidade organizada, principalmente dedicada aos grandes tráficos, pelos senhores da guerra tribal, transformando-se numa zona cinzenta de grande instabilidade, sem qualquer controlo, causando  insegurança nesta área do globo.                                            

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 17:24
sinto-me:

15
Dez 10

 

Por vezes o preço a pagar é elevado, para ambos os lados.

 

O futuro destas criança esta hipotecado, por terem nascido no local errado e na hora errada!

Mais três suspeitos morreram hoje durante uma operação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) na zona oeste do Rio de Janeiro. Esta operação tinha como objectivo capturar traficantes, apreender drogas e armamento. Os suspeitos foram baleados durante um confronto com o BOPE.

Os traficantes do Rio de Janeiro, depois das baixas que tiveram nas operações anteriores, estão numa fase de reorganização e na luta pelos lugares daqueles que partiram em definitivo. Esta é uma saga que não tem fim à vista, muitas operações são efectuadas pela polícia, mas a organização do narcotráfico é internacional, a resposta tem de ser, também ela internacional. Para que isto aconteça é necessário estabelecer-se uma cooperação efectiva, ou seja, os Estados necessitam de criar interdependências entre si, para que este combate seja mais eficaz e eficiente.

O problema é que existem alguns Estados, que necessitam do dinheiro proveniente do narcotráfico, como receita para os seus cofres, dependem desses montantes para financiar as suas economias, a sua defesa e a classe política apoiante.

O terreno onde se movimentam os barões do narcotráfico é pantanoso, emergido por um lodo espesso de relações perigosos, que se estabelecem em rede, entre grupos do crime organizado internacional e patrocinados por Estados falhados.

Pena é a falta de vontade política internacional, para clarear estas águas turvas, quando se sabe que existem 250 milhões de pessoas dependentes de drogas e com tendência de crescimento. Mas esta não é uma prioridade na agenda internacional, pois a crise financeira internacional, só não é mais grave, porque foi injectado dinheiro, muito dinheiro, proveniente do narcotráfico, no sistema financeiro mundial.

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 16:31
sinto-me:

11
Dez 10

 

As redes sociais vieram para ficar, neste mundo tendencialmente globalizante. Constituem um meio fantástico de contacto com outras pessoas na internet. Os sites das redes sociais funcionam como grandes agregadores de perfis, ou seja, uma colecção de informações, que passam pelos interesses, hobbies, escolaridade, profissão, idade, nacionalidade, entre muitas outras, dos seus utilizadores.

Muitos colocam fotos nos seus perfis, vendo depois as suas imagens serem utilizadas em situações degradantes e humilhantes, tendo plena consciência que o seu direito à imagem foi violado. Muitos outros começam a perder o controlo, sobre informações que colocam online, sejam relacionadas com os seus dados pessoais, comentários sobre o seu trabalho, ou ainda relacionados com a sua empresa. Estas informações ficam totalmente desprotegidas, podendo mesmo ser utilizadas, por exemplo na espionagem empresarial, cada vez mais em voga.

Redes como o Facebook, Orkut, Twitter, entre outras, constituem uma vastíssima fonte de informação, para pesquisa, por parte dos seus utilizadores, mas também dos serviços de informações secretas, dos grupos terroristas e dos grupos que se dedicam à criminalidade altamente organizada transnacional, nomeadamente para fazer passar mensagens codificadas.

Veja-se, ainda muito recentemente, o impacto que teve o caso do wikileaks e o seu fundador Julian Assange, a quando da divulgação de informações altamente comprometedoras, para a diplomacia norte americana em todo o Mundo. Esta crescente comunidade virtual vai ser responsável, por uma mudança de paradigma da sociedade. Este acontecimento foi positivo ao nível da informação dos cidadãos, mas vai arrastar consigo, perigos no controlo da disseminação de informações, políticas, no sentido de evitar estas fugas. Os estados unidos acabam de anunciar, que se for necessário bloqueiam o acesso à internet, ficando somente a funcionar numa rede doméstica. Este exemplo é bem elucidativo, da forma como as sociedades podem evoluir, isto é, podemos estar a caminhar para sociedades sem direitos humanos, cinzentas, opacas e onde o interesse individual se sobrepõe ao interesse colectivo.

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 14:02
sinto-me:

05
Dez 10

Não resisti a esta história, que está deliciosa e decidi compartilhá-la com os leitores deste blog. Mais um longo dia do Dr. Tuga. Os sonhos foram numa almofada de algodão (Made in Egypt) e foi acordado pelo despertador (Made in Japan) às 7 da manhã. Seguidamente foi para o banho com shampô (Made in Spain) e enquanto o  café  (Made in Colômbia) estava a fazer na máquina (Made in Chech Republic), barbeou-se com a máquina eléctrica (Made in China), tendo usado perfume (Made in France).
Depois, vestiu uma camisa (Made in Sri Lanka), calças de marca  (Made in Singapore)  e  um relógio (Made in Switzerland). Preparou as torradas de trigo (produced in USA)  na sua torradeira (Made in Germany) e enquanto tomava o café numa chávena  (Made in Poland), pegou na máquina de calcular (Made in  Korea) para ver quanto é que poderia  gastar nesse dia e consultou a Internet no seu computador (Made in  Thailand) para ver as previsões meteorológicas. Depois de ouvir as notícias pela rádio (Made in India),  ainda bebeu um sumo  de laranja (produced in Israel), entrou no carro Saab (Made in Sweden)  e  continuou à procura de emprego.
Ao fim de mais um dia frustrante, com muitos contactos feitos através do  seu telemóvel (Made in Finland) e após comer uma pizza (Made in Italy), o  Dr. Tuga decidiu relaxar por uns instantes. Calçou as suas havaianas (Made in Brazil), sentou-se num sofá (Made  in Denmark), serviu-se de um copo de vinho (produced in Chile), ligou a TV  (Made in Indonesia) e pôs-se a pensar porque é que não conseguia encontrar  um emprego em Portugal…Será que é difícil de adivinhar? Pena que esta pequena história não seja lida pelos nossos governantes, pelos grandes economistas deste país e já agora por todos os portugueses, talvez mudasse alguma coisa!

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 14:02
sinto-me:

03
Dez 10

Política, poder, jogos,  tudo isto tem um fim!

Muitos de nós ainda pensamos que a nossa competência, dedicação, esforço poderão um dia ser recompensados pelos nossos superiores hierárquicos, o melhor mesmo é esquecer. Bom desempenho, bom profissionalismo não chegará para subir na escalada do poder, pois, valores mais altos se levantam quanto à questão do poder.

 

Sou de opinião, que uma boa performance, inteligência, e muita força de vontade não chegam para conseguirmos atingir lugares de destaque em termos hierárquicos. Para que isso aconteça é necessário, que as pessoas se saibam autopromover, cultivar uma imagem de autocontrolo e autoridade, escolher as relações certas, pedir favores as pessoas certas e na hora certa e saber bajular as pessoas com poder de decisão.

 

Hoje, torna-se imperioso sabermos e conhecermos o mundo em que vivemos, e reconhecer que não é o que muitos gostaríamos que fosse, ou seja, é como é, nada mais. Este é um factor fundamental para quem deseja subir uns degraus na escada do poder. Muitas vezes ouvimos dizer que as pessoas têm aquilo que merecem, quem pensar assim não irá muito longe…

 

Assim, a verdade simples e universal é que a política triunfa sempre sobre a performance. Muitos teóricos sobre gestão e liderança, nos seus livros e palestras deveriam colocar o seguinte aviso: Atenção este conteúdo poderá ser prejudicial para a sua carreira. A verdade é que a maior parte destes gestores de sucesso contam as suas histórias, mas escondem e maquilham os jogos de poder, que tiveram de fazer para lá chegar.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 13:51
sinto-me:

30
Nov 10

 

Grande embaraço para a diplomacia dos Estados Unidos, o site WikiLeaks, responsável pela divulgação de outros documentos secretos, divulgou cerca 250 mil telegramas enviados pelos representantes diplomáticos de todo o Mundo, para o departamento de Estado dos Estados Unidos.

 

Muitas personalidades e líderes mundiais foram espiados. Até Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas, não escapou, apesar de esta organização ser um território neutral onde a espionagem está proibida. Seguiram-se, Sarkosy, Angela Merkel, Putin, David Cameron, Berlusconni, entre outros. Sarkosy é considerado um político birrento, David Cameron um peso leve, Angela Merkel pouco flexível, Putin e Berlusconi gostam de festas selvagens. Até aqui nada de surpreendente, tudo isto é do conhecimento público.

 

Outra revelação explosiva refere, que um alguns estados árabes sunitas, entre os quais, Arábia Saudita, Emirados árabes Unidos e Egipto, pressionaram os Estados Unidos para uma intervenção militar no Irão, o que pode fazer estalar o verniz na situação do Médio Oriente. Num desses documentos o Rei Abdullah exorta os EUA para atacar o Irão.

 

As reacções tem sido prudentes, cautelosas, da maioria dos representantes políticos dos países visados, mas uma coisa é certa, as fontes dos serviços secretos dos Estados Unidos perderão a confiança nos seus agentes. A secretária de Estado Hillary Clinton disse que este caso constitui um grave ataque contra os Estados Unidos e contra a comunidade internacional. Com certeza, que as relações de confiança entre as nações sai minada. Mas uma coisa é certa, se alguém ainda tinha dúvidas de quem controla o Mundo, economicamente, militarmente, socialmente e culturalmente, hoje ficou bem claro. O Mundo continua a ser unipolar, talvez um dia deixe de ser, mas esse dia está muito longe…pena que assim seja! Novo ataque está a ser preparado, agora contra a banca internacional.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 19:09
sinto-me:

28
Nov 10

Batalhão de Operações especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro

 

Hoje, muitos brasileiros estão frustrados com as expectativas criadas em torno desta mega operação de combate aos traficantes. Muitos queriam que o exército, a marinha e as polícias massacrassem todos quantos aparentassem ser suspeitos, ou seja, os mediatalistas e os justiceiros advogavam para os bandidos o mesmo tratamento que é dado às vítimas do tráfico. Mas os resultados até agora são bem diferentes, assistimos a uma operação responsável e competente, onde foram presos mais de 400 suspeitos, apreendidas 40 toneladas de drogas, centenas de armas e mortos mais de 50 traficantes, por terem oferecido resistência as forças policiais.

 

Pois, mas muitos pensam que os chefes do tráfico nas favelas fugiram, os verdadeiros donos do tráfico nunca estiveram na favela, nem sequer foram descobertos, continuando a viver em segurança e luxuosamente. Um grande objetivo acho que já foi conseguido, isto é, acabou-se com a inércia, com a posição de vítimas ao ser tomada esta atitude. Claro que o tráfico não vai acabar, isso em lugar nenhum do Mundo, mas se for dada continuidade a este trabalho pelas autoridades brasileiras, pode ser reduzido a níveis socialmente aceitáveis.

 

Outro objetivo, na minha opinião também foi conseguido, que passa pelo fato de os traficantes perderem o sossego e o sentimento de impunidade que acreditavam ter. Por outro lado, a confiança das populações e das polícias sai reforçada, o que pode ser um bom sinal para o estabelecimento do controlo social nestas áreas de grande vulnerabilidade social.

 

Deixo o meu reconhecimento a todos os operacionais do BOPE, pelos longos anos de trabalho nesta dura realidade, com grande profissionalismo, de que os brasileiros se devem orgulhar, sem reservas.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 18:34
sinto-me:

26
Nov 10

Cristo parece pedir calma às tropas!

Nos últimos 6 dias o Rio de Janeiro, uma das cidades mais belas do Brasil, está a ser alvo de uma violenta guerra urbana, que já conta com 50 mortos e mais de 300 presos, entre os traficantes. A mobilização é geral, cerca de 22 mil operacionais, desde corpos especiais de polícia, principalmente o BOPE, polícia federal, fuzileiros, pára-quedistas, armada de guerra, entre outros corpos de polícia e militares, participam nesta megaoperação de combate à violência dos narcotraficantes.

 

As favelas Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão são os principais alvos dos operacionais, onde o quartel-general dos traficantes acaba de ser tomado pela polícia. Já estive em cidades, em determinadas alturas, também dominadas pela guerra urbana, Iraque (Bagdad); Bósnia (Sarajevo); Angola (Luanda); República democrática do Congo (Kinshasa); Argélia (Argel); Chade (Fronteira com o Sudão). Mas esta guerra nas favelas do Rio, que vem acontecendo já a alguns anos, tem sido mais mortífera do que qualquer umas das tive oportunidade de vivenciar no terreno.

 

Um amigo meu, polícia especial no Rio de Janeiro, confidenciou-me, que a situação é explosiva, vive todos os dias com o coração nas mãos, pois teme represálias contra a família. É também já um experimentado, com muitas operações de alto risco, já viu muitos companheiros serem abatidos pelos traficantes. Ele sabe que esta guerra não tem fim anunciado, ela é patrocinada por muita gente influente e com muito poder no sistema político brasileiro. A corrupção mina os principais valores do ser humano. Neste caso estamos a falar de um negócio, que tem cerca de 300 milhões de clientes em todo o Mundo, com tendência para crescer e render fortunas para os traficantes.

 

Espero que os cariocas e o povo brasileiro possam conquistar a paz duradoura, e viver tempos de prosperidade económica, desenvolvimento social e diminuir a corrupção para níveis aceitáveis. Um homem de grande sapiência disse, com a corrupção morre o corpo, com a impiedade morre a alma.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 20:15
sinto-me:

23
Nov 10

A Organização das Nações Unidas, cada vez mais perde terreno, em detrimento de outras organizações, como é o caso do G20. Vivemos tempos de crises múltiplas. Esta era, exige também soluções múltiplas. Deveria ser a ONU a apresentar essas soluções e, a implementá-las no terreno, pois é a organização com legitimidade em toda a parte do Mundo.

 

Todos sabemos, que o grupo de países do G20 representam 80% do PIB mundial e também 80% da população do Mundo. Estes dois factores por si só influenciam e afectam em grande parte a economia mundial. A ONU deveria de aproveitar, esta janela de oportunidade, para fazer expandir de forma uniforme, soluções tendentes a resolver, estas crises múltiplas, que o Mundo moderno enfrenta.

 

Penso que o trabalho desenvolvido, por estas organizações, poderia ser muito mais profícuo, complementar e cooperativo, no sentido de em conjunto procurarem as melhores práticas, para solucionar os principais problemas, que afectam a Humanidade. Nestes casos a competição, só traz derrotas para todos.

 

Neste sentido, eu gostaria de ver no futuro, planos, estratégias, operações, realizadas em estreita cooperação, em prol de um Mundo melhor, onde o desenvolvimento, o bem-estar, a prosperidade, a solidariedade, a amizade e a fraternidade, constituíssem valores partilhados por todos os povos.

 

Para mudar o Mundo, não existe nenhum país, nenhum líder, nenhum grupo de países, nenhuma religião, que o consiga fazer, somente a vontade conjunta conseguirá alcançar esse objectivo universal.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 17:02
sinto-me:
música: Praan - Garry Schyman

18
Nov 10

Cimeira da NATO/OTAN 

Sala principal da Cimeira da NATO em Lisboa

 

Portugal nunca organizou um evento de tanta complexidade em termos de segurança. É sem dúvida um grande desafio para as forças e serviços de segurança.

 

Nestes próximos dois dias vão decorrer, a par da cimeira da NATO, a cimeira NATO/Rússia e Estados Unidos/União Europeia.

 

Do novo conceito estratégico, que vier a ser aprovado, muito vai depender o futuro desta organização atlântica. A situação do Afeganistão também vai passar por Lisboa, pois a passagem da responsabilidade, do controlo dos talibãs, para os afegãos vai ser concertado estrategicamente.

 

As ameaças e os riscos são reais, sendo necessário o levantamento de todas a vulnerabilidades, em termos de terrorismo, violência urbana e criminalidade altamente organizada.

 

Espero que nenhuma janela de oportunidade tenha ficado aberta, pois caso contrário o pior pode mesmo acontecer, faço votos para que tudo decorra dentro da normalidade.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 20:02
sinto-me:

Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts mais comentados
TIME
Google Analytics

mais sobre mim
pesquisar
 
TRANSLATE THIS BLOG
Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain
VISITANTES
PARCEIROS
À toa na Net Tedioso: Os melhores links MDig - O maior repositório de risos da rede GeraLinks - Agregador de links LinkLog Colmeia: O melhor dos blogs Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir My Ping in TotalPing.com Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO