Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

18
Dez 10

 

O dia 17 de Dezembro de 2010 ficará marcado na minha memória para sempre. Consegui mais um dos objectivos pessoais, deu luta, muitas horas de trabalho, muitas incertezas, alguns sacrifícios familiares, mas as emoções sentidas agora, compensam tudo aquilo que ficou para trás.

Quando comecei a apresentação da minha investigação, os nervos eram mais do que muitos, mas as coisas começaram a correr bem, o júri gostou, e no final da discussão senti que o jogo estava ganho, agora era só esperar uns minutinhos pela nota. Lá chegou o momento, quando a Professora Doutora, presidente do júri anunciou que tinha sido aprovado com 18 valores, que corresponde a excelente, um mar de sentimentos apoderou-se de mim, boas emoções, e acima de tudo a satisfação de tarefa cumprida com distinção, pois acabara de conseguir o grau de Mestre em Gestão e Políticas Públicas.

Deixo um agradecimento muito especial aos meus familiares que sempre me apoiaram e incentivaram nesta caminhada, assim como, a todos os colegas, docentes, funcionários, do Instituto de Ciências Sociais e Políticas, da Universidade Técnica de Lisboa e um até breve, pois como se costuma dizer, um bom filho a casa torna…

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 18:15
sinto-me:

11
Dez 10

 

As redes sociais vieram para ficar, neste mundo tendencialmente globalizante. Constituem um meio fantástico de contacto com outras pessoas na internet. Os sites das redes sociais funcionam como grandes agregadores de perfis, ou seja, uma colecção de informações, que passam pelos interesses, hobbies, escolaridade, profissão, idade, nacionalidade, entre muitas outras, dos seus utilizadores.

Muitos colocam fotos nos seus perfis, vendo depois as suas imagens serem utilizadas em situações degradantes e humilhantes, tendo plena consciência que o seu direito à imagem foi violado. Muitos outros começam a perder o controlo, sobre informações que colocam online, sejam relacionadas com os seus dados pessoais, comentários sobre o seu trabalho, ou ainda relacionados com a sua empresa. Estas informações ficam totalmente desprotegidas, podendo mesmo ser utilizadas, por exemplo na espionagem empresarial, cada vez mais em voga.

Redes como o Facebook, Orkut, Twitter, entre outras, constituem uma vastíssima fonte de informação, para pesquisa, por parte dos seus utilizadores, mas também dos serviços de informações secretas, dos grupos terroristas e dos grupos que se dedicam à criminalidade altamente organizada transnacional, nomeadamente para fazer passar mensagens codificadas.

Veja-se, ainda muito recentemente, o impacto que teve o caso do wikileaks e o seu fundador Julian Assange, a quando da divulgação de informações altamente comprometedoras, para a diplomacia norte americana em todo o Mundo. Esta crescente comunidade virtual vai ser responsável, por uma mudança de paradigma da sociedade. Este acontecimento foi positivo ao nível da informação dos cidadãos, mas vai arrastar consigo, perigos no controlo da disseminação de informações, políticas, no sentido de evitar estas fugas. Os estados unidos acabam de anunciar, que se for necessário bloqueiam o acesso à internet, ficando somente a funcionar numa rede doméstica. Este exemplo é bem elucidativo, da forma como as sociedades podem evoluir, isto é, podemos estar a caminhar para sociedades sem direitos humanos, cinzentas, opacas e onde o interesse individual se sobrepõe ao interesse colectivo.

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 14:02
sinto-me:

07
Dez 10

Em 2011 vai ser distribuído gratuitamente o sniff kit aos toxicodependentes. Esta grande medida está devidamente orçamentada. O sniff kit vai ter dois canudos para cheirar cocaína, uma seringa para injectar heroína, um cachimbo para fumar crack, dois preservativos para evitar o contágio da AIDS/SIDA e outras doenças sexualmente transmissíveis, um tubo de lubrificante, para facilitar as relações de risco!

 

Segundo o relatório de 2010 do United Nations Office on Drugs and Crime, Portugal aparece cada vez mais como uma porta de entrada de drogas com destino ao centro da Europa. A rota da cocaína e da cannabis, proveniente da América Latina, privilegia a via marítima através de contentores, a rota da heroína faz-se por via terrestre com origem no médio oriente. No mundo existem cerca de 190 milhões de clientes de Cannabis, 52 milhões de anfetaminas e êxtase, 19 milhões de cocaína e 21 milhões de heroína, ou seja, os narcotraficantes têm cerca de 280 milhões de clientes.

 

Temos um país que define bem as prioridades, investe mais no consumo de drogas sem riscos, do que em matéria de combate ao tráfico e aos narcotraficantes, que cada vez mais proliferam e ramificam os seus tentáculos, sem que seja feito um sério investimento em políticas e estratégias, que permitam às policias um combate eficiente e eficaz a este flagelo social. Se Portugal fosse um país de fortes recursos financeiros, até seria atendível esta medida, mas neste momento, para a maior parte sofrível, penso que é uma prioridade muito, mas muito discutível...

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 17:26
sinto-me:
música: O sol

14
Nov 10

 

Nos próximos dias 19 e 20 de Novembro, vai ter lugar em Lisboa a cimeira da NATO. Segundo o secretário-geral da organização, Rasmussen, vai-se definir o conceito estratégico para o futuro da NATO nos próximos anos.

 

A NATO foi criada para dar resposta a um inimigo chamado URSS, assim, quando o inimigo desaparece, a questão que se coloca é: qual vai ser o objectivo futuro?

 

A organização já começou a modificar as suas políticas, pois, para esta cimeira a Rússia está convidada para colaborar num sistema de defesa de antimísseis territorial.

 

O mundo actual mudou e continua em mudança acelerada, ou seja, as ameaças deixaram de ser proeminentemente militares e passaram a ser desterritorializadas e sem rosto.

 

A NATO é alvo de muitas críticas por toda a parte do mundo, sendo considerada um braço armado do Pentágono, considerando a guerra no Afeganistão, o apoio a Israel, o cerco de contenção feito à China, bem como o controlo do Mediterrâneo ao Paquistão, considerado vital para o abastecimento energético.

 

Podemos dividir a NATO em três vertentes, primeiro naquela em que os Estados Unidos querem ver nela um mecanismo de apoio europeu à sua política externa; segundo, a forma como a Europa de Leste vê na NATO uma protecção face à Rússia e terceiro, a Europa Ocidental fala de novas ameaças, mas de forma muito vaga, sem precisar e clarificar essas ameaças.

 

Na minha opinião, o futuro próximo da NATO passa por uma aproximação à Rússia, caso contrário, deixa de haver razão para a sua existência.

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 18:01
sinto-me:

07
Nov 10

 

Portugal está a braços com potenciais problemas de insolvência, de elevada probabilidade de se verificarem num curto espaço de tempo.

 

A visita do Presidente, Hu Jintao a Portugal, segundo os principais analistas, foi um sucesso e pode recolocar o nosso país perante os mercados financeiros, ou seja, o facto de a China ameaçar comprar a nossa dívida pública, pode resfriar a ganância dos abutres económicos.

 

Vivemos na era da globalização, em que as fronteiras políticas, culturais, económicas e sociais se diluíram, mas custa-me ver o meu país vergar-se, ajoelhara-se, subjugar-se, bem sei, perante a segunda maior economia mundial. Reconheço que os acordos, agora assinados, podem resultar numa lufada de esperança no curto prazo, mas no médio e longo prazo, nada mais representam que a completa ruína do nosso mercado interno.

 

O nosso país continua a preferir às soluções do curto prazo, isto é, empurrar os problemas estruturais com a barriga para a frente, sem que sejam resolvidos. Ninguém fala em reformular o sistema político e eleitoral, o sistema de ensino, o sistema judicial, o sistema administrativo público e o sistema financeiro.

 

Nos últimos 30 anos, muitas mudanças aconteceram, do isolamento, passamos para a CEE, depois surge a globalização e, internamente nada mudou, chegou a hora de reinventar novos modelos de reestruturar a nossa sociedade. Quanto mais adiarmos estas inevitáveis reformas mais caminha-mos para um modelo de Estado falhado.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 15:03
sinto-me:
música: Vento litoral

26
Out 10

Hoje Portugal aparece como um dos países mais corruptos da Europa. Que razões haverá para que à corrupção tenha aumentado em Portugal?

 

Em minha opinião, o primeiro factor prende-se com o legislador, ou seja, as leis são herméticas e ninguém as entende, são feitas sem o conhecimento da realidade, simplesmente suportadas pela verborreia do legislador.

 

Por outro lado, a justiça é demorada devido ao grande volume de produção legislativa e às constantes alterações, que acontecem no panorama jurídico nacional.

 

Mas, hoje estamos perante um tsunami financeiro, as nossas vidas pessoais estão absolutamente fora do nosso controlo e as nossas expectativas completamente defraudadas.

 

O nosso país é um bom exemplo de deixar para depois o que não nos afecta hoje, mas esse tempo acabou, teremos de acordar, de fazer qualquer coisa, pois caso contrário as nossas vidas serão consumidas por esta armadilha, em que os europeus estão a cair incrédulos.

 

Estamos a viver tempos em que todas as nossas expectativas estão a ser abruptamente despedaçadas e, o pior é que sem qualquer reacção da nossa parte.

 

Mais uma vez digo e reafirmo, está na hora de arrepiarmos caminho urgentemente!

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 22:27
sinto-me:

04
Fev 10

Nenhum gestor, nenhum líder pode estar preparado para todas as surpresas, por mais cursos e experiência que tenha.

Para se ter sucesso na gestão como líder é necessário ter uma forte visão, compartilhada por um pequeno número de pessoas. Neste grupo é fundamental haver uma mente de principiante, pois só estes conseguem ver uma situação sob uma luz diferente. É essencial ter mente de principiante, aberta a novas experiências e surpresas, principalmente nos dias que vivemos.

Este factor tem sido ignorado, pelos principais pensadores da gestão, de liderança e dos negócios. Hoje vivemos no tempo de coleccionar currículos, mas isso não é seguramente o mais importante. O que importa é que as pessoas que trabalham em equipa joguem no mesmo espaço e tenham objectivos comuns e leais, mas, infelizmente cada vez é mais raro.

O que me estimula a continuar esta caminhada, é de facto gostar daquilo que faço. Um dia um famoso equilibrista chamado Karl Wallenda disse: “O único momento em que me sinto vivo é quando ando na corda bamba. O resto é espera.” Por isso comigo acontece quase o mesmo, quando somos envolvidos em projectos ambiciosos, quando confiam no nosso trabalho, quando somos reconhecidos pelos melhores motivos, sentimos que estamos vivos, caso contrário estamos em espera…espera essa que cansa muito, mas muito.

Receio que a espera seja demorada, por isso resta esperar e apelar à paciência em grandes doses.

Francisco Fonseca

 

publicado por franciscofonseca às 19:42
sinto-me:

09
Out 09

 

Vivemos tempos altamente conturbados e acelerados que todos nós temos dificuldade de percepcionar, de entender e de interpretar. O mundo está a sofrer grandes transformações em todas as esferas.

 

As grandes tendências emergentes no mundo da inovação, são a da recombinação de indivíduos, ideias e objectos e por outro lado a ideia de colaboração, mais ligada às culturas organizacionais e que aposta essencialmente em equipas interdisciplinares.

 

Não tenho dúvidas que os criadores do futuro serão as actividades, postos de trabalho e até indústrias que ainda não existem na actualidade e, consoante a capacidade do homem para a re-inovação, elas poderão aparecer mais cedo ou levar mais tempo.

 

Considero que esta re-inovação tem de passar por 5 pilares fundamentais: Ambiente e Recursos; Globalização; Desenvolvimento Internacional; Transformação Social; Paz e Segurança. Estes temas constituem hoje, os temas do futuro. Estes são os pilares essenciais que deveriam constituir as políticas e ferramentas de qualquer Governo.

 

Senhores políticos re-inovem, leiam, pensem, sejam assertivos, trabalhem em grupo, defendam e lutem pelos interesses verdadeiramente marcantes para o futuro das gerações vindouras. Já chega de “diz que disse”, “diz que não disse” o Povo merece outra forma de estar e de inovar.

Francisco Fonseca

 

publicado por franciscofonseca às 22:32
sinto-me:

27
Jun 09

 

 

Muito se tem publicado sobre as intenções da Coreia do Norte, mas quase nunca acertando, sobre as possíveis evoluções da postura internacional. Quando todos esperavam que aproveitasse a disponibilidade da administração Obama para dialogar foi tomar precisamente o caminho contrário.

 

É necessário ao mundo perceber a lógica da insistência no desenvolvimento de um arsenal nuclear à custa de manter a população a passar fome, sob uma implacável ditadura e em regime de total isolamento com o exterior.

 

A grave crise em que o Irão está mergulhado, pela contestação popular das eleições presidenciais que, de modo inesperado, deram uma vitória esmagadora ao Presidente Ahmadinejad, está relacionada com uma estrutura política de Estado única no mundo. O Irão tem um sistema híbrido que combina a liderança religiosa islâmica com a liderança resultante de um processo democrático, mas garantindo que a componente religiosa prevalece, em qualquer circunstância, sobre a republicana.

 

O Irão tem um papel fundamental a desempenhar na situação do Afeganistão, e de estabilização de toda a zona do médio oriente.

 

África, que nas últimas décadas tem sido devastada por guerras civis, que colocam o continente africano numa situação humanitária extremamente difícil, necessita urgentemente de medidas estruturais na agricultura, no desenvolvimento social e na saúde. África Central talvez seja a parte do território onde a situação seja mais grave actualmente.

 

De outro lado a Europa em que Portugal está inserido não está exposta a qualquer ameaça credível de forças convencionais mas não está livre de quatro grandes tipos de riscos que, mesmo distantes, podem afectar a estabilidade de que necessita para ter progresso social e económico, e para cuja solução pode ser necessário o envolvimento directo dos europeus.

 

São os riscos da instabilidade e caos provenientes de áreas de insegurança crónica, onde persistem vulnerabilidades económicas, demográficas, ambientais e graves desigualdades sociais; são os riscos provenientes de zonas de conflito que continuam por resolver; são os riscos de estados falhados cujos governos não conseguem controlar a totalidade do território, proteger as minorias e manter a lei e a ordem e, finalmente, é o risco do terrorismo transnacional levado a cabo por actores não estatais.

 

Mais alguns casos de instabilidade poderia referir, mas estes afiguram-se-me como os principais, num mundo cada vez com mais contrastes sociais e civilizacionais, mas que todos nós acreditamos que se trata de um mundo desenvolvido! Eu não embarco nessa caravela do desenvolvimento.

 

Francisco Fonseca

 

publicado por franciscofonseca às 17:00
sinto-me:

09
Jun 09

 

A ilha da Madeira foi descoberta no ano de 1420. Reza a lenda que de Porto Santo se avistavam umas nuvens escuras que os marinheiros pensavam ser o inferno (o fumo das almas penadas a arder...) ou o sítio onde os barcos cairiam num abismo, borda fora do mundo!

Apesar destes temores, João Gonçalves Zarco embarcou com alguns homens num barco e foi andando, apesar do pânico da tripulação, até encontrar terra firme: a Ponta de S. Lourenço, à qual foi dado este nome por ser o do capitão do navio.

De facto, a madeira tem os seus encantos paisagísticos. Em termos de investimento em infraestruturas, principalmente em túneis é impressionante ver onde foram gastos tantos milhões de euros, mas necessários ao desenvolvimento das populações e do turismo, principal fonte de receita da Madeira.

A ilha da Madeira mais parece um queijo Suíço. Espero que no futuro possa haver algum retorno deste esforço, para bem da República!

Este é um dos muitos túneis da ilha. Passei em alguns com aproximadamente 4 Km de comprimento. É obra!

 

Uma bela vista do restaurante "Quinta do Furão" , sabores muito tentadores.

As piscinas naturais de Porto Muniz, são uma deslumbrante vista e, equilíbrio da acção do homem com a natureza.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 16:40
sinto-me:
música: Relax

Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


Posts mais comentados
TIME
Google Analytics

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
TRANSLATE THIS BLOG
Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain
VISITANTES
PARCEIROS
À toa na Net Tedioso: Os melhores links MDig - O maior repositório de risos da rede GeraLinks - Agregador de links LinkLog Colmeia: O melhor dos blogs Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir My Ping in TotalPing.com Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO