Blog de crítica e opiniões sobre as políticas que afetam negativamente a humanidade. O Homem na atualidade necessita urgentemente de arrepiar caminho, em busca de um novo Mundo!

11
Ago 11

Tenho acompanhado as análises de especialistas, dos mais variados quadrantes, sobre os motins ocorridos em Inglaterra e quer-me parecer, que a visão destes senhores anda completamente destorcida e desfasada a realidade. À primeira vista parece ser uma afirmação forte. Mas, na minha modéstia opinião, as causas não se ficam a dever à austeridade implementada por David Cameron, à actuação das polícias, ao facto das pessoas pertencerem a bairros sociais, ou ainda ao falhanço do multiculturalismo.

A principal causa é educacional. Na Inglaterra, assim como na maioria dos países da Europa deu-se uma degenerescência do sistema educacional, com a adopção do eduquês. Portugal adoptou também esta farsa, está instalada uma cultura de facilitismo, de laxismo, em todo o sistema, seja a que nível for. Esta nova teoria progressista onde os professores passaram a ser tudo, menos professores, onde os valores éticos e a responsabilização deixaram de fazer parte da conduta moral, os indivíduos crescem sem qualquer enquadramento pela sociedade, tendo a sociedade que vergar-se perante as suas vontades.

As teorias mais divulgadas até ao momento são de matriz política, assentam em generalizações, sobre o descontentamento social devido à exploração do indivíduo pela sociedade capitalista, ou apontam o multiculturalismo como principal origem do fenómeno. Estes acontecimentos demonstraram cabalmente a ascensão do multiculturalismo, pois os jovens desordeiros são de origem multi-étnica.

Penso que estas teorias estão desactualizadas, não facilitam a explicação e compreensão deste fenómeno, que irá arrastar-se, seguramente, para outros países, nomeadamente para os Estados Unidos.

Os Estados têm vindo a perder a sua autoridade, em vários sectores da sociedade. Os responsáveis políticos que implementaram o eduquês têm agora uma excelente janela de oportunidade, para fazer a regeneração do sistema educacional, sem relativismo moral, baseado em fortes valores morais e éticos, no respeito pela autoridade, onde os pais sejam os primeiros transmissores dos valores, da vivência em sociedade.

Caso contrário, os índices de violência urbana vão disparar nas grandes cidades, devido a excitação causada pela violência nos jovens, sem âncoras na família, sem valores éticos e morais. Está mais que provado, de que a violência alimenta-se em si mesmo. Considero, que chegou a hora de ser feita uma profunda reformulação e reestruturação do sistema educacional e que a autoridade do Estado nunca poderá ser privatizada.

publicado por franciscofonseca às 22:14
sinto-me:

02
Nov 10

 

A ameaça terrorista volta a pairar sobre o continente europeu. Várias operações antiterroristas foram levadas a cabo em França, Inglaterra, Alemanha e hoje na Grécia.

 

Sim, acredito firmemente que há uma ameaça terrorista na Europa. Na minha opinião esta ameaça não deve ser superestimada ou subestimada e principalmente no caso português, pois tem a responsabilidade de organizar a próxima cimeira da NATO, sem dúvida, um acontecimento de grande mediatismo mundial, que vai colocar Portugal sob o olhar atendo, dos principais grupos terroristas mundiais. Todos eles vão avaliar as vulnerabilidades do sistema de segurança português.

 

Espero bem, que não existam grandes vulnerabilidades, caso contrário podemos assistir a uma estocada arrepiante, nos princípios civilizacionais que a maioria dos países, que vão estar reunidos apregoam e defendem.

 

Francisco Fonseca

publicado por franciscofonseca às 20:09
sinto-me:

11
Mai 09

 

De regresso a realidade portuguesa, constato que a criminalidade, a insegurança em cerca de 53 bairros problemáticos é cada vez mais preocupante.

Ainda estamos longe da realidade das favelas do Brasil, mas por este andar, se não forem tomadas medidas urgentes e eficazes no combate a este fenómeno, muito em breve se tornará incontrolável.

O trabalho das polícias é cada vez mais exigente, para além de ser feito, quase sempre, com a cobertura dos meios de comunicação social. Mas desenganem-se aqueles que pensam que as policias são a solução para estes problemas sociais.

Nas últimas décadas em Portugal, a estrutura da família, da economia e do mercado de trabalho sofreu alterações profundas. E se fizermos uma análise mais demorada, somos levados a concluir que a sociedade actual é bem mais complexa que a sociedade dos nossos pais e avós.

Desta forma soluções simples para problemas complexos não dão bom resultado.

Francisco Fonseca

 

publicado por franciscofonseca às 14:02
sinto-me:
música: Mariza

15
Dez 08

Voltando a um assunto que me preocupa de uma forma sistemática, quero expor, do meu ponto de vista, as três tendências, que considero mais perigosas para o futuro da boa convivência neste Globo.

Então aqui vai a primeira…

Existem grupos selváticos que têm aterrorizado as pessoas do Uganda, Quénia e Sudão durante os últimos 20 anos. O Lord's Resistance Army (LRA), conduzido pelo guru Joseph Kony, um auto declarado "descendente de Jesus-Cristo", professou a criação do reino de Deus em terra, vivendo de acordo com os dez mandamentos.

Porém, em perseguição das suas metas, o LRA massacrou, mutilou (cortando lábios, orelhas e outras partes de corpo), estuprou e sequestrou crianças jovens que são forçadas o alistamento no "exército". A luta entre o LRA e as forças ugandesas fizeram um milhão de pessoas fugir da região.

Este não é um caso isolado. Ao redor do mundo, em países como a Colômbia, Irlanda, Haiti, nos territórios palestinos, Nepal e Sudão, clones terroristas nascem, milícias estruturam-se, evoluindo para gangs e grupos criminais.

Este caos é contagioso: num mundo globalizado, "guerras entre gangues", terrorismo e o crime organizado têm uma tendência para proliferar.

O mecanismo é simples contudo difícil de conter, pois quando um estado entra em colapso, desintegra-se normalmente em criminalidade violenta que rapidamente se transforma num caos que depressa contamina a região envolvente.

O colapso da Serra Leoa teve um efeito de contágio na Libéria e em países vizinhos; o caos no Zaire (agora República Democrático de Congo) depressa se espalhou para toda a região dos grandes Lagos em África, tendo como exemplo o Congo-Brazzaville.

Estamos a assistir a um ataque violento, de natureza global, levado a cabo por milícias armadas, gangs criminais e grupos terroristas, criando áreas cinzentas que utilizam como bases para preparação e recrutamento.

Estas zonas alastram por todos os cantos do globo e preparam-se para saquear o mundo de um ponto de vista puramente predatório.

publicado por franciscofonseca às 18:25
sinto-me:

Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


Posts mais comentados
TIME
Google Analytics

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
TRANSLATE THIS BLOG
Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain Spain
VISITANTES
PARCEIROS
À toa na Net Tedioso: Os melhores links MDig - O maior repositório de risos da rede GeraLinks - Agregador de links LinkLog Colmeia: O melhor dos blogs Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir My Ping in TotalPing.com Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
blogs SAPO